Qual o Melhor Peeling Para Rejuvenescimento

O melhor tipo de peeling para o seu caso depende do seu tipo de pele, de possíveis alergias e do seu problema.

Artigo publicado por Bruna Lunardi nas categorias: Pele

Ter uma pele lisinha e macia é o sonho de consumo de todas nós, mulheres, não é mesmo? Por isso, ficamos perdidas em meio a tantos produtos que prometem rejuvenescer a pele, além de tratamentos, tanto invasivos quanto não invasivos. Dentre eles, o que mais tem se destacado é o peeling, que promove uma descamação da pele e consequente absorção de produtos químicos pelos poros que manterão a pele mais jovem. Mas mesmo entre esse procedimento, existem vários tipos e você continua sem saber o que fazer. Dessa forma, fizemos esse post especialmente para você que quer saber qual o melhor peeling para rejuvenescimento:

qual-o-melhor-peeling-para-rejuvenescimento

Níveis de Peeling

Primeiramente, existem 4 níveis de peeling, sendo que cada um alcança determinada camada da pele. São eles:

  • Peeling do Nível 1: Esse peeling é recomendado para quem possui a pele sem vida, ou seja, sem brilho, seca, cansada e maltratada pela poluição ou pelo uso de álcool e tabaco. Ele é bastante superficial e, portanto, não causa efeitos se o seu caso for de linhas de expressão ou rugas.
  • Peeling de Nível 2: Esse ainda é superficial, mas já pode ser utilizado para a retirada de manchas na superfície da pele e também para retirar a aspereza, as rugas e a acne ativa do rosto.
  • Peeling de Nível 3: De alcance médio, o peeling de nível 3 é indicado para peles que se  encontram com manchas, rugas, sulcos, marcas de expressão e cicatrizes de acne.
  • Peeling de Nível 4: Esse é de alcance bem profundo, sendo recomendado para quem possui a pele muito envelhecida e com cicatrizes deixadas pela acne nos níveis mais profundos da pele.

Tipos de Peeling

Agora, você conhecerá os tipos de peeling existentes no mercado brasileiro:

  • Peeling Físico: nesse tratamento, são utilizados cristais ou lixas, ou seja, atos mecânicos, para a retirada de células das camadas superficiais ou médias da pele.
  • Peeling Enzimático ou Biológico: para esse procedimento, são usados ácidos de frutas, também denominados enzimas, para gerar o deslocamento da camada superficial da pele.
  • Peeling Vegetal ou Gommage: é feita uma espécie de esfoliação da pele para que as suas células se renovem.
  • Peeling Químico: esse tipo de peeling é bastante parecido com o enzimático, porém, com o objetivo de destacar e agredir as camadas da pele. Para tanto, depende da substância utilizada, assim como o número de camadas a ser atingido.

E Qual é o Melhor?

Na realidade, para que você decida pelo peeling ideal para o seu problema, procure pelo seu dermatologista, pois ele é a pessoa mais indicada, já que poderá fazer os exames e os diagnósticos necessários para que você não tenha problemas mais graves na pele, afinal, o tratamento é realizado no rosto, parte mais visível do seu corpo, não é mesmo? Além disso, tudo depende do seu tipo de pele, de possíveis alergias ou problemas orgânicos, da estação do ano e do tempo que você tem disponível para ficar em repouso. Dessa forma, nunca faça um tratamento que invada a sua pele sem a consulta médica, ok?

Bruna Lunardi

Autora

Bruna Lunardi tem 55 anos e trabalha com métodos faciais convencionais e alternativos há mais de 20 anos.



Comente!




*Campos obrigatórios